top of page

HISTÓRIA DA SUÍÇA DURANTE O INÍCIO DA IDADE MÉDIA

Em 496, os Alemanni foram conquistados por Clovis, em 534 os burgúndios eram seus filhos; Depois disso, Raetia foi cedida pelos godos aos francos (536), e portanto toda a Suíça tornou-se parte do Reino Franco, com exceção do extremo sul (Ticino); Esta região fora conquistada posteriormente pelos lombardos em 569 e foi apenas com a queda de seu reino em 774 que estas terras passaram para o poder dos francos.

Já com os Alemanni e burgúndios (século V), o cristianismo começou a se espalhar novamente na suíça; Com os francos no VI e VII séculos, finalmente triunfou. Um número significante de monastérios foram erguidos no país, que, baixo o domínio dos reis francos, que receberam longas porções de terras. Com os Alemanni e burgúndios, haviam poucos assentamentos urbanos, que foram transformados em várias pequenas fazendas; Os conquistados começaram a fazer parte da população servil e os vencedores formavam as classes dos livres e nobres. Durante o domínio dos francos, que subjugou os outros senhores, o feudalismo fez um progresso muito melhor.



Mapa da Suíça no começo da Idade Média

Com Carlos o Grande, a Suíça, com interesses na administração, dividiu-a em dez regiões. Sob o tratado de Verdun em 843, a Suíça foi dividida: Ocidental, junto com a Burgúndia, e sul, junto com a Itália, veio com o imperador Lotário, oriental, junto de toda a Alemannia - Rei Louis o Germânico. Neste espaço de tempo, parte da Suíça, a cidade de Zurique, começou a ter uma proeminente importância. Em 854, Louis o Germânico expandiu as posses e direitos do monastério de São Gallen, que existia por séculos e era um importante centro de educação na Suíça. Após a morte de Louis a Criança em 911, o ducado da Alemania foi formado, e a Suíça Oriental tornou-se parte do ducado.


Em 888, o Duque Ruque Rudolf da casa dos Guelfos fundou o Reino da Burgúndia Superior, que incluía a parte ocidental da Suíça. Com o colapso da monarquia de Cralos Magno, a coroa foi enfraquecida; Os reis nem sempre poderiam defender suas posses de saques de bárbaros semi-selvagens.


No século X, húngaros começaram a ameaçar na fronteira oriental e os sarracenos do sul. Em 917, saquearam Basel e em 926, São Gallen; Em 936 a 940, os sarracenos arrasaram Graubünden e queimaram o mosteiro de São Maurício.

Com a descendência e a casa de Rudolf caída em 1032, o supremo poder sobre a Burgúndia passou para o Imperador Conrado II; Desde então por três séculos, até a consolidação da União Suíça, o destino de toda a Suíça dependia dos Imperadores Germânicos; Apenas Ticino e uma pequena parte de Graubünden , quase conectada com Milão, dependiam dos imperadores desde que estes fossem reis italianos ao mesmo tempo.


Fonte e Tradução de:

- Encyclopedic Dictionary of Brockhaus and Efron;

- About History: History of Switzerland During the Early Middle Ages

88 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page