top of page

CARTAS DE CORTÉS - PARTE XXIX

Cortés Ganha Novos Aliados Indígenas e Estuda Como Melhor Posicionar os Bergantins


O combate na cidade durou por dois dias, como eu descrevi acima; E além destes acontecimentos, os habitantes da cidade de Suchimilco, situada no lago e certamente os vilarejos de Utumies, uma raça da montanha, muito mais numerosos que os Suchimilco e escravos do senhor de Tenochtitlan, vieram para mim oferecerem-se como vassalos de Vossa Majestade, pedindo para eu perdoar as suas ações. Eu os recebi bem e fiquei muito grato com sua chegada, pois eles eram como outros que queriam fazer uma boa impressão para o povo de Cuyoacan.


Do caminho do acampamento em que eu estava, muitos bergantins queimaram as casas dos subúrbios da cidade e nenhuma canoa ousou chegar perto de nossos quartéis, tudo indica que sete seria o suficiente para assegurar nossa posição, e eu enviei três para o prefeito alguazil e o mesmo número para Pedro de Alvarado. Eu dei instruções particulares aos comandantes destes bergantins, para passar o dia e a noite no campo com os outros e de alguma caminho ou outro, desde que o inimigo estava habitando e visitando partes do continente na vizinhança entre os dois campos com suas canoas, das quais eles encheram com água potável, frutas, milho e outros suprimentos; E além de eu direcionar para auxilio das duas divisões do exército estacionado naquelas partes, sempre eles deveriam tentar entrar na cidade para provocar hostilidades. Seis bergantins partiram dos dois campos; Uma medida necessária, que provou ser uma grande vantagem, pois a cada dia e noite eles fizeram incursões ao inimigo e tomaram muitas canoas e inimigos.


Hernán Cortés, Terceira Carta, Página 277.



Canoa asteca.

Fonte: American Historical Association.


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page