top of page

CARTAS DE CORTÉS - PARTE IX


Tlaxcalanos Incitam Cortés a Visitar Cholula


Após eu passar mais de vinte dias nesta cidade, alguns nobres, mensageiros de Montezuma, que estavam comigo por algum tempo, desejam que eu visite uma cidade a seis ligas de distãncia de Tlaxcala, chamada Churultecal (Cholula), pois seus habitantes são amigos de Montezuma e sua soberania e lá nós poderíamos aprender suas vontades, se eu seria permitido entrar em seus domínios, e que alguns deles, nesse meio tempo, iriam conferir com ele, no objetivo de informar o que eu dissera e retornar com a resposta para mim.

Embora eles saibam que os mensageiros de Montezuma vieram se comunicar comigo, eu prometi a eles que iria e me estabeleceria algum dia em particular, do qual eu designaria. Assim que os Tlaxcalanos souberam que eu os acompanharia para quela cidade, os nobres vieram a mim com muito sofrimento, e disseram que eu não deveria ir para lá, pois eles fizeram formas traiçoeiras de destruir a mim e ao meu povo naquela cidade, e para este propósito Montezuma despachou cinquenta mil homens de seu país (uma parte que ficava adjacente a esta cidade), da guarnição há duas ligas da cidade, como eles mostraram, eles bloquearam a estrada real pela qual eles estavam acostumados a usar e fizeram uma nova cheia de armadilhas e buracos, com estacas afiadas e presas ao chão, com o objetivo de inutilizar os cavalos; que eles fizeram barricadas em inúmeras casas, que após entrarmos na cidade eles nos pegariam de surpresa e poderiam fazer conosco o que bem entendiam; Que se eu desejasse provas acerca destas afirmações, eu poderia observar que nenhum dos nobres daquela cidade havia vindo me ver ou falar comigo, ao passo de estar tão perto, mas que uma delegação havia vindo para este propósito de Guasincaugo, que era bem mais longe, que eu poderia enviar para o antigo e aprender o motivo deles não virem até mim. Eu os agradeci pela prudência em me avisar, e pedi para que eles fornecessem homens para irem comigo nesta missão, para ver o porque nenhuma pessoa daquela cidade veio.


Eles assim o fizeram, e eu mandei perguntar aos nobres de Cholula a oportunidade de fazer uma visita, que eu desejava conferir com eles em nome de Sua Majestade, e para estabelecer as causas de minha chegada neste trimestre. Os mensageiros saíram e entregaram minha mensagem aos nobres desta cidade, e então voltaram com duas ou três pessoas de não muita importância, que disseram ir em nome destes senhores, pois estes estão doentes, e assim os disse que eu desejava vê-los. Os Tlaxcalanos disseram que tudo não passava de uma farsa, e que os mensageiros eram de um povo de pouca permanência, ademais eu não deveria pensar em ir até lá antes que estes nobres viessem me ver. Eu me direcionei diretamente a estes mensageiros e me apresentei como mensageiro de um príncipe poderoso de sua sagrada Majestade, e que eu não poderia reconhecer pessoas como eles, e até o maior dos homens deles dificilmente mereciam receber a minha atenção; Portanto este último, tinha a obrigação dentro do prazo de três dias de se apresentar até mim e proferir aliança a sua Majestade e submetê-los como vosso vassalo, no aviso de que caso eles não venham antes que eu ultrapasse suas fronteiras, eu deva marchar e destruí-los como rebeldes que recusaram submeter-se ao governo de Vossa Majestade.


Hernán Cortés, Segunda Carta, Páginas 64 - 66.



Templo Asteca em Cholula

Fonte: American Historical Association.

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page